As biopiscinas, piscinas ecológicas, ou ecopiscinas, nada mais são do que mini ecossistemas onde os usuários podem nadar sem receio. Começaram a ser desenvolvidas a partir dos anos 90 na Europa, e cada vez mais vem substituindo as piscinas convencionais.

cria arquitetura.biopiscina

O diferencial está no sistema de limpeza: elas se utilizam de plantas, pedras e peixes ao invés de produtos químicos. A área escavada é revestida com uma lona impermeável depois preenchida com água limpa, e através da construção de uma parede que divide a área de uso da área de regeneração, as impurezas e os nutrientes são decompostos por plantas e micro organismos.

cria arquitetura.biopiscina3

No entanto, em alguns casos, há necessidade de bomba, mas somente para que se faça a circulação entre a água destinada a natação e a área de tratamento, o que garante a boa qualidade da água, e baixo custo de manutenção. Além disso, o fundo pode ser aspirado de tempos em tempos para remoção das eventuais folhas.

cria arquitetura.biopiscina4

Além de beneficiar o meio ambiente pela presença de água limpa sem presença de poluentes químicos, as biopiscinas são vistas também como uma reserva extra de água para a residência, passando a ser um ponto não só de beleza e contemplação, mas também um local de vida em profusão. Um verdadeiro jardim onde se pode nadar!

cria arquitetura.biopiscina5

Discussão Um comentário

Deixe uma mensagem