O International Forum, organizado pelo IISBE e pelo World green Building Counsil, foi o primeiro evento do Greenbuild.
Foi uma oportunidade de acompanhar em 9 palestras, os problemas e soluçoes encontrados por diversos paises na busca pela sustentabilidade.
O Brasil fez parte de quase todas as palestras do dia. Infelizmente todas as organizaçoes mostraram preocupaçao com o indice de crescimento do pais e consequentemente com o aumento do consumo de recursos naturais. Nos so perdemos para a China e a India.
E logico que estamos longe de alcançar os niveis de consumo dos paises mais industrializados, onde a emissao de gases per capta chega a 20 toneladas nos Estados Unidos contra 4 toneladas na China. Mas precisamos nos conscientizar de que o desenvolvimento sustentavel, alem de ser necessario e, tambem uma oportunidade para os paises mais pobres.

Algumas conclusoes do dia:

-o custo de atitudes verdes agora e menor do que solucionar os problemas depois.
-um terço de toda a energia consumida no mundo e um terço de toda a emissao de gases vem da construçao e manutençao de edificios, o que nos gera uma tremenda responsabilidade.
-existe uma fragmentaçao do setor da construçao. Nao ha uniao entre o mercado, os investidores, os construtores e os projetistas. Precisamos trabalhar juntos!!!!!
-dilema de mercado: o mercado superestima o custo de soluçoes verdes e subestima o impacto que essas soluçoes causarao, quando na realidade um edificio sustentavel pode custar somente 5% a mais.
-falta de padroes, regulametacoes e reconhecimento pra empreendimentos sustentaveis
-falta de politicas especificas
-falta de conscientizacao e know-how

Mas nem tudo esta perdido! Existem varias iniciativas para aplaudirmos:

-Alicia Barcena, secretaria geral da ONU, nos apresentou o UNEP SBCI (sustainable buildings & construction initiative), parceria entre a ONU e empresas do setor privado, que visa promover politicas em beneficio ao meio ambiente, desenvolver premissas globais para edificios sustentaveis, promever edificios sustentaveis em paises em desenvolvimento e garantir o cumprimento do protocolo de Kyoto e outros acordos internacionais. Alem disso a ONU esta trabalhando no projeto de retrofit de sua sede em Nova Yorque., o que sera uma tarefa dificil, ja que o edificio e um marco da cidade e um icone da arquitetura. O edificio projetado por uma equipe de arquitetos que incluia Oscar Niemayer e Le Corbusier, foi responsavel pela primeira grande aplicaçao de pele de vidro, o que hoje gera um desperdicio enorme de energia!
A ONU esta convidando governos e empresas para ajuda-la a fazer o retrofit, atraves da doaçao de tecnologia, de todos os seus 192 centros espalhados pelo mundo. Vamos ajudar!!!!
-A Fundaçao Holcim criou o Premio Holcim para incentivar a produçao de projetos sustentaveis
-A World Business Council for Sustainable Development, e uma organizaçao que analisa e disponibiliza os resultados obtidos por empresas que investem no meio ambiente. Fazem parte dessa organização 205 empresas de ponta, como: Phillips, Du Point, Cemex, Kansai, United Tecnologies entre outras.
-O Fireman´s Fund Insurance e uma empresa de seguros americana que apostou nos edificios verdes, criando melhores oportunidades de investimentos e financiamentos para empreendimentos sustentaveis. Segundo a empresa, os impactos causados pelo aquecimento global geram um prejuizo enorme as seguradoras, e toda a iniciativa pra diminuir tais impactos sera valorizada.
-O HSBC esta pretendendo se tornar uma crabon neutral company, ou seja neutralizar toda sua emissao de carbono, alem de reduzir o impacto indireto criado por seus clientes. A empresa ja tem uma agencia com certificado LEED gold no estado de NY e suas headquarters do Mexico e dos Estados Unidos tambem tem certificado LEED.
-O projeto Mega-cities criado por Janice E. Pearlman, acredita que a concentraçao da populaçao nas cidades e inevitavel e necessaria para manter nossas florestas , e que a pobreza deve ser incluida nos problemas ambientais.

Deixe uma mensagem